segunda-feira , 20 maio 2024
Home / Administração / Prefeitura de Porto Calvo assina convênio com cooperativa para implantação de coleta seletiva no município

Prefeitura de Porto Calvo assina convênio com cooperativa para implantação de coleta seletiva no município


A Prefeitura de Porto Calvo assinou, nessa terça-feira, 8, um convênio com a Cooperativa Alagoana dos Catadores de Materiais Recicláveis do Litoral Norte (Coopernorte) para implantação da coleta seletiva no município. Porto Calvo é a primeira cidade da Região Norte de Alagoas a fazer essa coleta de resíduos sólidos recicláveis. A ação contou com representantes do Ministério Público do Trabalho em Alagoas e tem como objetivo centralizar esforços para a implantação da Coleta Seletiva Domiciliar Solidária.

O convênio estabelecido entre a Prefeitura de Porto Calvo e a COOPERNORTE concentra-se na prestação conjunta de serviços relacionados à coleta, transporte, triagem, processamento, beneficiamento, compostagem e destinação final apropriada de resíduos sólidos recicláveis. Essa ação visa contribuir significativamente para a preservação ambiental, além de reduzir os impactos negativos associados aos resíduos sólidos.

A presidente da cooperativa Coopernorte, Ibelza Vanderlei, assinando o convênio ao lado da prefeita Eronita Sposito; do procurador-geral, Fabiano Melo, do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Alagoas (MPT-AL), Rafael Gazzaneo; da vice-prefeita, Mariinha; e da secretária de meio ambiente, Cléoprata Soares – Fotos: Allex Nazário

Essa ação reflete no comprometimento da prefeita Eronita Sposito com a causa ambiental. “Além dos benefícios ambientais, a parceria entre o município e a cooperativa também tem implicações econômicas positivas. A coleta seletiva e o processamento de materiais recicláveis proporcionam oportunidades de emprego e renda para os catadores, contribuindo para o fortalecimento da economia local e para a inclusão social desses trabalhadores”, ressalta a chefe do executivo.

A parceria entre a Prefeitura de Porto Calvo e a Coopernorte está em total consonância com a legislação vigente, em especial com a Lei n.° 8.666/93 e o art. 57 da Lei Federal n.° 11.445 de 5 de janeiro de 2007. Além disso, ressalta o engajamento social do município em proporcionar melhores condições de trabalho e qualidade de vida para os catadores de materiais recicláveis, ao mesmo tempo em que se alinha a metas sustentáveis.

Para o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Alagoas (MPT-AL), Rafael Gazzaneo, Porto Calvo dá um passo significativo rumo a uma gestão de resíduos mais eficiente e responsável. “Essa é uma política de inclusão social de catadores no Brasil e em toda Alagoas, e durante a pandemia essa classe sofreu muito. Me pediram minha ajuda e eu estou aqui trabalhando para dar condições a esses profissionais. Hoje é um dia muito significativo para ambos os lados”, disse o procurador.

A implantação da Coleta Seletiva Domiciliar Solidária em Porto Calvo é um passo rumo a um futuro mais promissor e consciente. O convênio entre a Prefeitura e a COOPERNORTE é um exemplo inspirador de como parcerias bem planejadas e engajadas podem fazer a diferença na construção de uma cidade mais sustentável e responsável ambientalmente. Com a destinação adequada dos resíduos sólidos recicláveis, Porto Calvo trilha um caminho rumo a um horizonte mais limpo e saudável para as presentes e futuras gerações.

Veja também

Campeonato Municipal de Futebol de Campo 2024 tem Início em Porto Calvo

Neste domingo, 18, teve início mais uma edição do Campeonato Municipal de Futebol de Campo …

Pular para o conteúdo